Como fazer o brainstorming funcionar

O conceito de Brainstorming — reunir um grupo e discutir várias ideias em torno de um problema comum — não é novidade alguma para quem já é profissional de marketing.

Mas o que muitos não sabem é que esse termo, cunhado pelo empresário Alex Faickney Osborn há mais de 6 décadas, não significa ter uma tempestade de ideias — como o nome em inglês pode sugerir.

Segundo Osborn, o pensamento original por trás da expressão Brainstorm tinha a ver com atacar um problema (“storm” também pode ter esse significado) usando a mente, e fazer isso em conjunto.

Percebe a diferença? Uma sessão de brainstorming é muito mais do que “ter várias ideias”. Ela deve ter por objetivo resolver um problema através da colaboração criativa.

Brainstorming O tema “criatividade” sempre despertou interesse nas pessoas. Muitos especialistas se dedicaram a estudar este fenômeno e a estabelecer novas formas de incrementar o espírito criativo nas pessoas. Com isso surgiram também inúmeras técnicas para incentivar a criação de idéias.

Uma delas se tornou bastante popular no mundo empresarial como uma forma de facilitar e maximizar o pensamento criativo. Apresentada pela primeira vez por Alex Osborn, em seu livro de 1953, “O poder criador da mente”, a técnica do brainstorming consiste em reunir um grupo de pessoas em uma sala para gerar ideias ou solucionar um problema simultaneamente.

CYMERA_20180201_161359

O brainstorming é uma estratégia poderosa que explora características importantes da dinâmica grupal:

  • Energia coletiva. O brainstorming aproveita o fato que a energia total do grupo é maior que a soma da energia de cada participante. O trabalho em grupo, o fato de todos estarem pensando juntos sobre a mesma questão faz surgirem mais ideias. E no campo da criatividade, quanto mais idéias mais chances teremos de chegar a uma boa solução para o problema levantado.
  • Confiança coletiva. Muitas pessoas subestimam suas capacidade de solucionar problemas. Em alguns casos, a complexidade da tarefa as intimida. Mas quando estão em grupo sentem-se mais confiantes e motivadas a soltar suas ideias.
  • Pensamento divergente. Se você está sozinho para resolver um problema você só pode contar com sua experiência, mas no grupo podemos compartilhar de pontos de vista, opiniões, experiências diferentes, o que contribui enormemente para a geração de ideias. • Pensamento associativo coletivo. Cada afirmação em uma sessão de brainstorming leva os outros participantes a terem ideias associadas. Uma cadeia de reações ocorre naturalmente, à medida que as pessoas pegam “ganchos” umas das outras. • Julgamento refreado. Um pré-requisito para a brainstorming é que a crítica e o julgamento não são permitidos, quando a ideia é apresentada. Na verdade ideias malucas são bem-vindas. Esse princípio ajuda a criatividade de duas maneiras: primeiro as pessoas tendem a gerar mais ideias quando sabem que quantidade, e não qualidade, é o que conta. Segundo, quando as pessoas sabem que ninguém irá julgá-las, ficam menos inibidas e mais dispostas a correrem riscos. O brainstorming é mais do que um grupo de pessoas sentadas em volta de uma mesa falando alucinadamente. Para ser eficaz, deve ser uma prática estruturada que siga uma seqüência específica de quatro etapas:
  1. Orientação/Conceituação do problema É essencial que as pessoas envolvidas entendam bem a proposição do problema. Se o problema não for bem colocado, as idéias que surgirem podem não ser adequadas. Todos os participantes podem fazer perguntas até que todos compreendam totalmente a situação.
  2. Geração de ideias Essa etapa é o segredo o processo do brainstorming. O grupo, como um todo, tenta gerar o maior número de idéias possível. Nesse momento o que importa não é qualidade, mas quantidade. A principal característica desta etapa é a ausência total de crítica e julgamento. É importante também que alguém escreva todas as ideias rapidamente e que elas estejam visíveis a todos.
  3. Discussão e avaliação Durante essa fase o grupo discute cada idéia anotada, avalia os prós e os contra, sem qualquer referência a quem fez cada contribuição. Geralmente existem idéias sobrepostas e lugares em que partes de diversas soluções podem funcionar bem quando combinadas. A solução para um problema complexo, freqüentemente é a síntese das idéias e abordagens, refletindo a sinergia do grupo. Em outros casos, a solução chega na forma de um insight repentino de uma única pessoa, graças a outra idéia dada por outra pessoa.
  4. Decisão e implementação Na última fase o grupo escolhe a melhor solução. Às vezes, ocorre uma decisão unânime porque todos estavam envolvidos no processo e testemunharam a cadeia de pensamentos que se formou para chegar à resposta. Outras vezes, contudo, duas ou mais idéias podem parecer igualmente válidas, então o grupo pode precisar de mais discussão para escolher uma alternativa em vez de outra. O brainstorming é uma das estratégias de dinamização do pensamento a ser usada quando várias pessoas estão envolvidas em um projeto. Mas não espere resultados na primeira sessão de brainstorming. Assim como em qualquer esforço em equipe, geralmente, leva tempo e experiência para um grupo se sentir confortável em trabalhar junto e aprender a ouvir uns aos outros, sem julgar ou criticar.

Brainstorming O tema “criatividade” sempre despertou interesse nas pessoas. Muitos especialistas se dedicaram a estudar este fenômeno e a estabelecer novas formas de incrementar o espírito criativo nas pessoas. Com isso surgiram também inúmeras técnicas para incentivar a criação de idéias. Uma delas se tornou bastante popular no mundo empresarial como uma forma de facilitar e maximizar o pensamento criativo. Apresentada pela primeira vez por Alex Osborn, em seu livro de 1953, “O poder criador da mente”, a técnica do brainstorming consiste em reunir um grupo de pessoas em uma sala para gerar idéias ou solucionar um problema simultaneamente. O brainstorming é uma estratégia poderosa que explora características importantes da dinâmica grupal: • Energia coletiva. O brainstorming aproveita o fato que a energia total do grupo é maior que a soma da energia de cada participante. O trabalho em grupo, o fato de todos estarem pensando juntos sobre a mesma questão faz surgirem mais idéias. E no campo da criatividade, quanto mais idéias mais chances teremos de chegar a uma boa solução para o problema levantado. • Confiança coletiva. Muitas pessoas subestimam suas capacidade de solucionar problemas. Em alguns casos, a complexidade da tarefa as intimida. Mas quando estão em grupo sentem-se mais confiantes e motivadas a soltar suas idéias. • Pensamento divergente. Se você está sozinho para resolver um problema você só pode contar com sua experiência, mas no grupo podemos compartilhar de pontos de vista, opiniões, experiências diferentes, o que contribui enormemente para a geração de idéias. • Pensamento associativo coletivo. Cada afirmação em uma sessão de brainstorming leva os outros participantes a terem idéias associadas. Uma cadeia de reações ocorre naturalmente, à medida que as pessoas pegam “ganchos” umas das outras. • Julgamento refreado. Um pré-requisito para a brainstorming é que a crítica e o julgamento não são permitidos, quando a ideia é apresentada.

 

Na verdade idéias malucas são bem-vindas. Esse princípio ajuda a criatividade de duas maneiras: primeiro as pessoas tendem a gerar mais ideias quando sabem que quantidade, e não qualidade, é o que conta. Segundo, quando as pessoas sabem que ninguém irá julgá-las, ficam menos inibidas e mais dispostas a correrem riscos. O brainstorming é mais do que um grupo de pessoas sentadas em volta de uma mesa falando alucinadamente.

 

Para ser eficaz, deve ser uma prática estruturada que siga uma seqüência específica de quatro etapas:

 

  1. Orientação/Conceituação do problema É essencial que as pessoas envolvidas entendam bem a proposição do problema. Se o problema não for bem colocado, as idéias que surgirem podem não ser adequadas. Todos os participantes podem fazer perguntas até que todos compreendam totalmente a situação.

 

  1. Geração de idéias Essa etapa é o segredo o processo do brainstorming. O grupo, como um todo, tenta gerar o maior número de idéias possível. Nesse momento o que importa não é qualidade, mas quantidade. A principal característica desta etapa é a ausência total de crítica e julgamento. É importante também que alguém escreva todas as idéias rapidamente e que elas estejam visíveis a todos.

 

  1. Discussão e avaliação Durante essa fase o grupo discute cada idéia anotada, avalia os prós e os contra, sem qualquer referência a quem fez cada contribuição. Geralmente existem idéias sobrepostas e lugares em que partes de diversas soluções podem funcionar bem quando combinadas. A solução para um problema complexo, freqüentemente é a síntese das idéias e abordagens, refletindo a sinergia do grupo. Em outros casos, a solução chega na forma de um insight repentino de uma única pessoa, graças a outra idéia dada por outra pessoa. 4. Decisão e implementação Na última fase o grupo escolhe a melhor solução. Às vezes, ocorre uma decisão unânime porque todos estavam envolvidos no processo e testemunharam a cadeia de pensamentos que se formou para chegar à resposta. Outras vezes, contudo, duas ou mais idéias podem parecer igualmente válidas, então o grupo pode precisar de mais discussão para escolher uma alternativa em vez de outra. O brainstorming é uma das estratégias de dinamização do pensamento a ser usada quando várias pessoas estão envolvidas em um projeto. Mas não espere resultados na primeira sessão de brainstorming. Assim como em qualquer esforço em equipe, geralmente, leva tempo e experiência para um grupo se sentir confortável em trabalhar junto e aprender a ouvir uns aos outros, sem julgar ou criticar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s