Distrito de Inovação em São Paulo pretende ser o novo Vale do Silício

 

ceagesp        CEAGESP EM SP. PROJETO CITI SERÁ VOLTADO À TECNOLOGIA E INOVAÇÃO (FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK/CEAGESP)

A prefeitura de São Paulo irá criar um distrito de tecnologia e inovação onde hoje está instalado a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP).

O projeto, batizado de CITI (Centro Internacional de Tecnologia e Inovação), foi discutido em um fórum na manhã desta terça-feira (27/02), em São Paulo. De acordo com o prefeito João Doria, o centro deverá transformar a região em um novo “Vale do Silício”:

“Será um exemplo mundial. Não será apenas bom e representativo no Brasil, terá impacto internacional. Vai servir de exemplo para outras megalópoles que vão buscar essa inspiração para fazer distritos tecnológicos como esse”.

O CITI ocupará uma área de 650 mil metros quadrados na região da Vila Leopoldina. “Já estamos convidando várias empresas, como Facebook, Google, Microsoft e IBM para ajudar a pensar esse projeto e inclusive terem espaço lá”, disse Daniel Annenberg, secretário municipal de Inovação e Tecnologia.

Ainda não há previsão de inauguração e estimativa de investimento para conclusão do CITI.  “Não é um projeto de curto prazo. É um projeto que depende da mudança do CEAGESP, que deve acontecer até 2020. Só então poderemos começar a fazer as mudanças necessárias para utilizar o espaço”, afirmou Annenberg.

O projeto é resultado de uma parceria entre o governo municipal, estadual e federal e receberá apenas investimentos da iniciativa privada. “É um projeto muito importante para geração de empregos, para startups e iniciativas ligadas a geração de renda e oportunidades”, disse Doria. “Se há uma coisa que vamos fazer nesse projeto CITI é negócios. Teremos geração de empregos, lucro para as empresas e novas oportunidades”.

A mudança do CEAGESP

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Gilberto Kassab também participou do fórum. Ele explicou que o Governo Federal decidiu mudar o CEAGESP de endereço, pois acredita que a área está “inadequada” para a operação do entreposto.  “É inadequada para a operação do centro de abastecimento, que se tornou ineficiente e velho”, afirmou.

Além disso, o ministro disse que a área onde hoje o CEAGESP está instalado não tem vocação para o abastecimento, mas sim para tecnologia. “A vocação da cidade é para esse projeto CITI. Ao lado da USP, com possiblidade de criar um corredor de investimento em inovação e tecnologia entrando na Lapa, próximo à Marginal Tietê. É algo bastante inovador e que vai ser uma das principais marcas da cidade.”

Fonte: Época Negócios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s