O que os consumidores mais querem das marcas quando o assunto é inovação?

Essa pergunta é de arrepiar os pelos do sovaco braço.

Quando alguém me pergunta o que eu gostaria de ver em inovação eu logo imagino a Bulma jogando uma cápsula na rua, esta cápsula se transformando em um carro voador, ela entrando neste carro (que voa, preciso reforçar) e viajando pelo mundo em questão de minutos. Tudo de forma natural, tranquila e prática. E voando.

Mas, provavelmente eu não faço parte da amostra do segundo estudo global anual “Brands In Motion”, da WE Communications. Longe de cápsulas que se transformam em carros, naves ou o que você mais você quiser, o estudo aponta que os consumidores querem que as marcas continuem a inovar, mas, usando a tecnologia de forma ética e responsável.

01 giphy

O estudo nos revela que os consumidores foram abalados por recentes escândalos na área da tecnologia, mas continuam ansiosos com as promessas de inovação sem precedentes: 84% temem que seus dados pessoais não sejam seguros, 80% acham que eles ou sua família podem estar comprometidos online e 77% têm medo de que os hackers possam acessar e desligar a rede elétrica.

O resultado de tudo isso são as altas expectativas sobre como as marcas lidam com inovação tecnológica: 97% dos entrevistados disseram que agora atribuem responsabilidade às marcas para que elas usem a tecnologia de forma ética, enquanto continuam impulsionando a inovação centrada no usuário, e 94% disseram que as marcas são incapazes de usar a tecnologia de forma ética, portanto os governos devem intervir (se possível, com “bombas de efeito moral” – pra ver se as marcas conseguem manter a moralidade).

“A funcionalidade agora está emparelhada com a responsabilidade ética. Os consumidores são mais propensos a apoiar marcas que valorizam a funcionalidade, mas não às custas da ética.”
Melissa Waggener Zorkin, Diretora Executiva da WE Communications.

A WE fez uma parceria com o YouGov para pesquisar cerca de 27.000 consumidores e tomadores de decisões B2B em oito mercados: Austrália, China, Alemanha, Índia, Cingapura, África do Sul, Reino Unido e EUA. A pesquisa examina os fatores racionais e emocionais que motivam as escolhas e o sentimento do cliente em relação às marcas, com base na hipótese da WE de que todas as marcas estão em movimento, em relação ao ambiente em que operam.

“O ambiente está se movendo tão rápido que agora é sobre o movimento da marca, não sobre o posicionamento da marca, e isso não vai desacelerar tão cedo.”
Alan VanderMolen, Presidente Internacional da WE Communications.

Diferentemente do ceticismo visto no Reino Unido, os mercados emergentes pesquisados ​​(Índia, China e África do Sul) mostraram maior otimismo em relação a marcas e categorias, expectativas mais fortes sobre o que a tecnologia permitirá que as marcas realizem e níveis mais baixos de medo sobre a tecnologia. Singapura compartilha essas opiniões também.

“Está ficando mais difícil para as marcas serem admiradas, e nossa pesquisa mostra que os consumidores não pensam duas vezes em envergonhar uma marca que amaram anteriormente.”
Alan VanderMolen, Presidente Internacional da WE Communications.

A pesquisa também descobriu que, comparado ao ano passado, mais consumidores apóiam marcas que têm um alto nível de funcionalidade e eficácia, frente a marcas que têm um alto nível de propósito. Enquanto a maioria dos consumidores quer que as marcas tenham um equilíbrio de ambos, esta é uma mudança interessante em um ano em que o propósito da marca é um grande tópico de conversas no setor e muitas agências estão estabelecendo práticas voltadas para essa área.

Bom resumindo… Quando a Bulma jogar uma cápsula (com um carro voador dentro), esta cápsula não pode roubar nossos dados e a Bulma deve, além de ter responsabilidade ética, provar que que tem. É mais ou menos isso… Caso contrário, ela merece uma “bomba de efeito moral”…

02 giphy

ARTIGO VIA: THE HOLMES REPORT

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s